sexta-feira, 23 de agosto de 2019

DIRETORIA DO SINDICATO SVNIT VISITA POSTOS DE SERVIÇO NA NOSSA BASE TERRITORIAL E SÃO RECEBIDOS POR VEREADOR EM RIO BONITO.


A diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões durante essa semana visitou vários postos de serviços, Agencias Bancarias, Cemitérios, Estaleiros, Tribunal de Justiça entre outros.
Ouvimos de vários Vigilantes as suas reivindicações e suas reclamações sobre irregularidades que algumas empresas vêm cometendo.
Estivemos também visitando postos de serviços onde detectamos empresas clandestinas, e em outros locais detectamos desvio de função, estamos preparando varias denuncias para ser apresentadas a Policia Federal pedindo fiscalização.

Além disso, também estivemos a em alguns postos de serviço entregando Cestas Básicas aos associados pela passagem do seu aniversario.

Em Rio Bonito fomos recebidos pelo Vereador Reginaldo Ferreira Dutra do PMDB que declarou apoio às reivindicações da nossa categoria e se colocou a disposição para nos ajudar no Município. 

A diretoria do Sindicato Svnit entregou ao Vereador uma proposta de projeto de Lei para ser apresentada na Câmara que garante Vigilantes 24 horas nas agencias Bancarias de Rio Bonito e também garante mais segurança para os clientes das agencias.

O Vereador Reginaldo Ferreira Dutra do PMDB ao ouvir as nossas reivindicações se comprometeu em apresentar o projeto na próxima terça feira dia 27/08/19 e quando for ser votado no plenário convidará a direção do Sindicato e os Vigilantes para que acompanhe a votação.

O Objetivo da direção do Sindicato Svnit em apresentar esse projeto ao Vereador é buscar encontrar meios para garantir mais empregos para a nossa categoria, ficamos contentes quando encontramos pessoas serias como excelentíssimo Vereador Reginaldo Ferreira Dutra do PMDB que se propõe a ajudar a nossa categoria e os moradores de Rio Bonito, pois com a implantação de Vigilantes 24 horas nas agencias bancarias a Segurança das agencias e dos clientes estará mais garantida.

A direção do Sindicato Svnit vai procurar os Vereadores em todos os Municípios abrangidos pelo nosso Sindicato e apresentar a proposta de projeto   de lei que garante Vigilantes 24 horas nas agencias bancarias para que possa ser apresentado ao Plenário da Câmara  e votado, garantindo com isso mais empregos para a nossa categoria e mais Segurança para os clientes das agencias Bancarias.

A direção do Sindicato Svnit

terça-feira, 20 de agosto de 2019

NOTA À IMPRENSA

A Confederação Nacional dos Vigilantes – CNTV, o Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo e Região/RJ, os vigilantes brasileiros, bem como toda a sociedade, acompanhamos apreensivos, desde os primeiros momentos noticiados deste dia vinte de agosto, até o seu desfecho, o triste episódio do sequestro de um ônibus realizado pelo senhor WILLIAM AUGUSTO NASCIMENTO.
Após a divulgação de várias informações desencontradas da imprensa, uma nos chamou atenção: a de que a profissão de Willian, 20 anos, seria VIGILANTE.
Cabe esclarecer que a profissão de vigilante é regida pela lei federal de nº 7.102/83 e nela consta que um dos requisitos para ser vigilante é ter, a idade mínima de 21 anos.
Art. 16 - Para o exercício da profissão, o vigilante preencherá os seguintes requisitos:
I - ........
II - ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos;
III - ........
IV - ter sido aprovado, em curso de formação de vigilante, realizado em estabelecimento com funcionamento autorizado nos termos desta lei.
........
Art. 17.  O exercício da profissão de vigilante requer prévio registro no Departamento de Polícia Federal, que se fará após a apresentação dos documentos comprobatórios das situações enumeradas no art. 16.
E ainda complementando esta lei, temos a Portaria DPF nº 3233/2012 que regula a atividade especifica e trás:
Art. 79º. As empresas de curso de formação deverão:
I - matricular apenas alunos que comprovem os requisitos do art. 155;
Art. 155º. Para o exercício da profissão, o vigilante deverá preencher os seguintes requisitos, comprovados documentalmente:
I -.................
II - ter idade mínima de vinte e um anos;
III - ....................
.........................
Desta forma, concluímos que se os meios de comunicação não estiverem equivocados acerca da divulgação da idade de 20 anos do autor do sequestro, o mesmo NÃO É VIGILANTE, pois não pôde nem cursar e muito menos, ingressar na profissão por não atender requisito básico.
Importante salientar que na atividade de vigilância os trabalhadores são submetidos regularmente à necessidade de apresentação de certidões negativas, portanto somos considerados uma categoria absolutamente idônea e uma informação divulgada desta forma, sem o devido cuidado pode trazer muito constrangimento aos seus integrantes.
Ademais relevante ressaltar que um dos critérios para ingresso também é a aprovação em exame psicotécnico.
Outro fato importante de se considerar é que o Departamento de Policia Federal não confirma o registro de tal pessoa em seu banco de dados e o Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo e Região/RJ não tem tal pessoa cadastrada como seu membro filiado.
Portanto, em nome dos trabalhadores vigilantes do Rio de Janeiro e do Brasil, solicitamos a correção da informação equivocada e que pode nos trazer sérios prejuízos.
Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2019.
Confederação Nacional dos Vigilantes – CNTV
Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo e Região/RJ

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

SINDICATO SVNIT GANHA AÇÃO CONTRA A EMPRESA DE SEGURANÇA HÉRCULES.


A direção do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões  comunica a todos os Vigilantes da Empresa de Segurança Hércules que prestam serviço na nossa base territorial que através do seu departamento Jurídico conseguiu ganhar em segunda instancia uma ação onde o Sindicato cobrava o cumprimento da CCT de 2017 onde a empresas eram obrigadas a fornecer a titulo de assiduidade uma cesta baixa no valor de R$ 75,00 (setenta e cinco reais), para cada vigilante mensalmente.

Através do escritório Acrisio de Moraes Rego que tem Advogados Competentes a exemplo da Drª. Clarissa e Drª. Cristina que sempre se empenharam em defender a nossa categoria das injustiças das empresas para com os trabalhadores, várias ações foram movidas pelo Sindicato contra as empresas que insistiram em descumprir a CCT cobrando a cesta básica de assiduidade para os Vigilantes, varias sentenças já foram proferidas a favor dos vigilantes e outras ainda estão em andamentos desde o ano de 2017, mais, a justiça é lenta e as decisões demoram sair, mais estamos atentos. 

A decisão judicial proferida em segunda instancia contra a empresa de Segurança Hércules determinou que a empresa tem que pagar o valor R$ 75.00 (setenta e cinco reais), por mês para cada vigilante da nossa base territorial retroativo a 1º de março de 2017.

Sentenças contra outras empresas estão pra sair, a direção do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões quer que as empresas cumpram o que foi acordado em negociação coletiva, porque o que foi acordado e registrado no Ministério do Trabalho tem que ser cumprido pelos empresários.

Assim que for publicada a decisão e não houver possibilidade de recurso vamos chamar todos os vigilantes da Empresa Hércules que ainda estão em atividade na nossa região e os que já foram demitidos para que possam se habilitar ao recebimento.

Mais uma vez a direção do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões  mostra para os Vigilantes que estamos do lado da nossa categoria, não temos poder de julgar ou de dar as sentenças mais fazemos o que esta no nosso alcance para que os direitos dos Companheiros possam ser respeitados. Pode demorar sair uma sentença mais com certeza muita injustiça conseguiremos que seja revista. 

Parabenizamos o nosso departamento Jurídico pela competência em defender a nossa categoria buscando garantir os direitos dos nossos companheiros.

Claudio Vigilante
Presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões;

Diretoria do SVNIT visita agências do Santander e encontra irregularidades


O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niteroi e regiões (SVNIT), Cláudio Vigilante, procurou, Brasília/DF, o Coordenador Geral de Controle de Serviços e Produtos da Polícia Federal, Drº. Licínio Nunes de Moraes Netto, para solicitar uma audiência para relatar o que vem ocorrendo em agências do banco Santander na base do sindicato.

O banco, com a desculpa de modernização de suas unidades, está retirando vigilantes de suas agências descumprindo as normativas de segurança com desculpa que os bancários não estão trabalhado com numerários no interior das agências.

Acontece que as agências possuem caixas eletrônicos que ficam à disposição do público no momento em que as unidades estão em funcionamento.

“Funcionar uma agência bancária sem vigilantes é expor a vida dos bancários e dos clientes a risco. O banco não pode tratar suas unidades como se fossem lojas, fragilizando todo o esquema de segurança”, alerta Cláudio Vigilante.


A audiência foi solicitada em conjunto com o deputado distrital Chico Vigilante e a Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV) que vão alertar a PF sobre o problema que ocorre em todo país.

“Vamos buscar uma solução para as unidades de todo Estado do Rio, em especial, a região de Niterói. Tememos pelas vidas das pessoas e também temos que lutar para preservar os empregos dos vigilantes”, completa Cláudio.

Diretores do SVNIT estiveram na capital federal na última semana para participar de atos em defesa da Aposentadoria Especial dos vigilantes e também da audiência pública no Senado Federal que discutiu o Estatuto da Segurança Privada que deverá ser votado no mês de setembro.







segunda-feira, 12 de agosto de 2019

SVNIT esclarece dúvidas sobre o ponto eletrônico com a Juiz de Fora

Para tirar dúvidas dos vigilantes a implantação do ponto eletrônico na empresa JF Segurança e Vigilância, dirigentes  dos Sindicatos dos Vigilantes de Petrópolis e região, Niterói e regiões (SVNIT), Itaguaí e Seropédica e Duque de Caxias se reuniram com a direção da empresa para esclarecer como vai funcionar o novo sistema.

Segunda a empresa, nem todos os vigilantes são obrigados a se cadastrar ou baixar o sistema no aparelhos celulares. A empresa disse ainda, que o dispositivo não necessita de internet para operá-lo.

Ainda de acordo com a empresa, para os vigilantes de bancos, o ponto deverá ser marcado antes de entrar na agência. Caso o funcionário não tiver aparelho de celular com as tecnologias exigidas, a marcação de ponto fica a cargo do supervisor de área.

É do supervisor a responsabilidade de analisar quem não registrou e acionar o vigilante para verificar se o mesmo já se encontra no local de trabalho. O procedimento é o mesmo na saída caso o vigilante permaneça além do horário previsto de 8h48.

É bom ressaltar que o ponto pode ser batido 10 minutos antes do horário de entrada e até 10 minutos após.

O registro do ponto, além de regularizar as entradas e saídas dos funcionários, trará algumas facilidades como acesso a informações como previsão de férias, entrega e pedido de documentações, pedido de uniforme, acesso ao contracheque, entre outros.


sábado, 10 de agosto de 2019

Diretoria do Sindicato Svnit fazendo planejamento para defender os trabalhadores.

A Diretoria do Sindicato do Sindicato svnit reunida para avaliar o trabalho desenvolvido nos últimos 2 meses, e preparar demandas  para os meses pra frente.
A direção do Sindicato Svnit estará sempre ao lado dos Vigilantes defendendo os seus direitos.

Aprovamos a intensificação das visitas aos postos de serviço para ouvir o trabalhador as sua demandas e encaminhar para a empresas as reivindicações.
Vamos também começar assim que for aprovado em setembro o Estatuto da Segurança Privada a intensificar as visitas aos postos de serviço clandestino e denunciar a policia federal.
Solicitamos a todos os VIGILANTES da nossa base territorial que receba os nossos diretores quando chegar ao seu posto de Serviço  pois o nosso objetivo e ajudar os companheiros.
Em breve vamos dar início as visitas aos postos de serviço aos sábados para que possamos ter condições melhores para ouvir os companheiros.
Claudio Vigilante.
Presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niteroi e regiões.

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

COMUNICADO AOS VIGILANTES DA EMPRESA BMC.

A Diretoria do Sindicato dos Vigilantes de niteroi e regiões convoca todos os Vigilantes da empresa de Segurança BMC que prestavam serviço na Firjam e Detro na nossa base territorial para para comparecer na próxima terça feira dia 13.08.19  no Sindicato Svnit em Niteroi para que possamos ajudar os companheiros a garantir os seu direitos.
Estamos aguardando a presença de todos os vigilantes.
Claudio Vigilante 
Presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niteroi e regiões.

Veja o recado para os vigilantes

Neste vídeo, o deputado Chico Vigilante conta como foi a audiência pública no Senado que debateu o Estatuto da Segurança Privada e informa uma importante notícia para os vigilantes de todo o país.
📲Assista e compartilhe




quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Estatuto da Segurança Privada deve ser votado em setembro no Senado


Vigilantes, dirigentes da Confederação Nacional dos Vigilantes, representantes de empresas de segurança, de transporte de valores e de bancos participaram de audiência pública na Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle (CTFC), no Senado Federal, em Brasília, nesta quinta-feira (08/08). Representando o Estado do Rio, participaram da reunião diretores dos Sindicatos dos Vigilantes de Petrópolis e região e Niterói e regiões.
A proibição à participação de bancos nacionais e estrangeiros no capital das empresas de transporte de valores é o ponto mais polêmico do projeto que cria o Estatuto da Segurança Privada e das Instituições Financeiras.
“Esse tema diz respeito à atividade concorrencial e é um “jabuti” na atualização da lei da segurança privada. Mas o problema será resolvido e a proposta votada em setembro”. Esse foi o encaminhamento dado pelo relator do projeto do estatuto, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), após pedido da CNTV para que o projeto fosse colocado logo em votação.
Randolfe disse ter pressa para votar a atualização da legislação que é da década de 1980, quando não havia celulares, computadores, cartão de crédito e monitoração e segurança eletrônica.
A nova lei vai substituir a lei nº 7.102/1983 e permitir a retirada da clandestinidade de milhares de profissionais que hoje atuam à margem da fiscalização da Polícia Federal, em atividades irregulares de vigilância, principalmente a eletrônica.
“Nossa expectativa é que com a atualização da lei 7.102 tenhamos a criação de pelo menos 100 mil vagas empregos de imediato para a categoria” frisou Cláudio Vigilante, presidente do Sindicato de Niterói (SVNIT) e Secretário Geral da CNTV.
“Há uma controvérsia que nada tem a ver com os vigilantes, no meio de toda a história tem um jabuti, e jabuti em árvore ou foi enchente ou mão de gente. Então vamos resolver o jabuti, vamos tirar da árvore. Temos que nos voltar nesse Senado para os interesses dos que mais precisam, os que não têm emprego no Brasil, os trabalhadores. Vejo uma enorme luta comercial em torno desse projeto, mas minha preocupação está no interesse dos vigilantes, na geração de emprego e nos direitos mínimos deles” reafirmou o senador Randolfe.
“Viemos a Brasília para dois importantes momentos na história da nossa categoria. Estamos lutando para manter a nossa aposentadoria especial e também pela rápida aprovação do Estatuto da Segurança Privada. Trabalhamos sempre em prol da nossa categoria”, completa Nilson Araújo, diretor do Sindicato de Petrópolis.
Valores
Representantes das empresas de transporte de valores argumentaram que a proibição à participação de capital de bancos nacionais e estrangeiros na composição acionária de empresas que fazem a guarda e transporte de valores, como prevê o texto que veio da Câmara ao Projeto de Lei do Senado 35/2010, fere o princípio constitucional da livre iniciativa e prejudica a concorrência.
Eles também reclamaram que essa alteração tão importante foi inserida em Plenário pelos deputados sem que tenha sido discutida e se alcançado o consenso, como em todo o resto do texto, e pediram a retirada dos dispositivos.
Seguranças
Os representantes da CNTV fizeram um apelo a Randolfe para que apresente o mais rapidamente possível seu relatório à CTFC e o texto seja aprovado. A Lei 7.102, de 1983, que rege a categoria, precisa passar por atualização urgentemente.
Segundo dados, há 2.690 empresas atuando de maneira legal e outras mais de 11.200 irregulares, sem fiscalização da Polícia Federal e trazendo insegurança jurídica e riscos para quem contrata esse serviço, especialmente no setor de segurança eletrônica.
O presidente da Comissão, senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), prometeu pautar o projeto assim que receber o relatório de Randolfe.
Com informações da Agência Senado

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Diretores do SVNIT se reúnem com presidente do Senado


 O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM), recebeu na tarde desta quarta-feira (07/08) uma comitiva de vigilantes de todo país. Na pauta do encontro, a manutenção da aposentadoria especial da categoria que está ameaçada pela reforma da previdência proposta pelo governo federal.

A delegação foi chefiada pelo presidente da Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV), José Boaventura, e pelo deputado distrital Chico Vigilante. O senador Paulo Paim (PT) foi quem intermediou o encontro.

Cinco diretores do Sindicato dos Vigilantes de Petrópolis região e cinco do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões (SVNIT) participaram da reunião, entre eles o Secretário Geral da CNTV e presidente do SVNIT, Cláudio Vigilante. Eles estão em Brasília para participar de atos em defesa da aposentadoria especial e de discussões sobre o Estatuto da Segurança Privada.

Os vigilantes argumentaram sobre a necessidade da manutenção do direto à especial alegando que a profissão é desgastante e de alto risco.

Os dirigentes realizam uma verdadeira peregrinação pelo Senador Federal na defesa da aposentadoria especial dos vigilantes. Foram aos gabinetes dos senadores Paulo Paim e Paulo Rocha para tratar as estratégias no corpo a corpo com outros senadores em defesa dos direitos dos vigilantes.

Após os encontros no Senado, os dirigentes participaram de uma reunião na sede da CNTV para avaliar as conversar e traçar as estratégias de novas mobilizações.















Saque FGTS: divulgado calendário

A direção da Caixa Econômica Federal divulgou regras e datas para o saque de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os saques começam no dia 13 de setembro deste ano para quem tiver conta-poupança na Caixa Econômica Federal e no dia 18 de outubro para os demais.

Os recursos ficam disponíveis até 31 de março do ano que vem. É importante destacar que quem não sacar o dinheiro na data estipulada continua a ter o valor disponível até 31 de março de 2020. As informações são do Reconta Aí

Calendário


A data do saque depende do mês de aniversário do trabalhador. Veja as tabelas a seguir:





Vale reforçar que aqueles trabalhadores que tem conta-poupança na Caixa - cerca de 33 milhões de pessoas – terão o benefício transferido para suas contas automaticamente, de acordo com o calendário. Quem não desejar receber deve solicitar o desfazimento ao banco por meio do aplicativo, por meio do fgts.caixa.gov.br ou pelo internet banking.

Os saques podem ser feitos de todas as contas ativas e inativas do FGTS, do emprego atual e de anteriores, contanto que fiquem restritos ao valor-teto de R$ 500 por conta.

"É importante apagar qualquer resquício do boato que andou rolando de que quem sacar não vai poder ter direito em caso de demissão. E lembrar que, com a crise que a gente esta vivendo, as pessoas vão usar o valor sacado para quitar suas dívidas, ou seja, esse dinheiro ficará imobilizado, não dará liquidez ao mercado porque não irá circular. Além disso, ainda descapitaliza o Fundo de Garantia, criando dificuldades para que a caixa siga com seus financiamentos sociais", alertou Dionisio Reis, dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, fazendo referência ao crescimento, nos últimos meses, dos índices de endividamento das famílias brasileiras

Cartão-cidadão


Quem possui Cartão Cidadão pode fazer o saque nos caixas eletrônicos. Os saques de menos de R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, com apresentação de carteira de identidade e número do CPF.

O Cartão Cidadão está disponível para todos os cidadãos brasileiros. Serve para acesso aos serviços dos benefícios sociais e trabalhistas. Ele pode ser usado em todos os canais de pagamento autorizados pela Caixa.

Para solicitar, basta ir a qualquer agência da Caixa ou pelo telefone 0800-726-0207. Para que o atendimento seja mais rápido, a Caixa pede que tenha em mãos o número do NIS.

Atendimento exclusivo


A Caixa também lançará um número exclusivo para consultas relativas ao FGTS, o 0800-724-2019. Já fica disponível nesta semana e funcionará 24h. Os dirigentes também informaram que as agências abrirão duas horas mais cedo e aos sábados (das 9h às 14h) no período de seis meses, enquanto durarem os saques.

Saque-aniversário


Além dos saques regulares do FGTS limitados a R$ 500 por conta, a Caixa lançou uma nova modalidade chamada de Saque-Aniversário. Quem escolher essa opção, pode sacar valores maiores de acordo com seu aniversário. Quanto menor for o saldo, maior o percentual do saque, podendo a alíquota variar de 5% até 50% do saldo. Veja a tabela de cálculo:



Caso o trabalhador opte por essa opção, não terá direito à rescisão no caso de demissão sem justa causa, com um período de carência de dois anos para poder voltar ao regime anterior.

Saques do PIS


Trabalhadores que ainda não o fizeram também poderão resgatar o saldo de sua conta do PIS (Caixa) ou Pasep (Banco do Brasil). Esse saque é realizado apenas uma vez e a conta é zerada.

Tem cotas do PIS somente quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada entre 1971 e 1988. Já as cotas do Pasep são detidas por quem trabalhou como servidor público ou militar no mesmo período.

De acordo com a Caixa, há 10,4 milhões de trabalhadores com direito ao saque das cotas do PIS em todo o Brasil. O pagamento das contas poderá movimentar até R$ 18,3 bilhões.
 

terça-feira, 6 de agosto de 2019

SINDICATO SVNIT DENUNCIA BANCO SANTANDER A POLICIA FEDERAL.


A diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões através dos seus diretores Claudio Vigilante e Ideraldo Silva esteve visitando hoje 06/08/19 algumas das agencias do banco Santander na nossa base territorial e detectamos que a direção do Santander decidiu retirar das agencias os Caixas, a Porta Giratória e os vigilantes, deixando somente os caixas eletrônicos praticamente dentro da agencia expondo totalmente os funcionários.

Ao chegarmos numa das agencias verificamos que estava cheia de clientes usando os caixas eletrônicos, depositando valores e sacando e a agencia totalmente aberta e os funcionários totalmente expostos sem nenhuma segurança, o que mais nos chamou a atenção foi observar os funcionários do banco dando suporte aos clientes nos caixas eletrônicos colocando em risco a sua vida.

A direção do Sindicato Svnit vai protocolar uma denuncia na Policia Federal em Niterói solicitando fiscalização e pedindo providencias antes que aconteça algo de grave dentro da Agencia com um funcionário, pois a movimentação financeira continua acontecendo.

                             A diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

COMUNICADO AOS VIGILANTES DA EMPRESA DE SEGURANÇA CENTAURO.


O Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões, comunica a todos os Vigilantes da empresa de Segurança CENTAURO que no dia 04/07/19 no TRT em Niterói foi realizada a audiência com a empresa CENTAURO e a UFF onde o Sindicato pleiteava o bloqueios das faturas que se encontra em poder da UFF para quitar os pagamentos das verbas rescisórias e os 40% da multa do FGTS dos Vigilantes que prestavam serviço no Posto da UFF em Niterói que ao ser demitido não receberam quando foi realizado as homologações.
 
A direção do Sindicato Svnit com o Aval do Ministério Publico do Trabalho de Niterói e com o objetivo de ajudar os companheiros para que não se prejudicasse ainda mais, realizou as homologações de quase 80 vigilantes liberando os FGTS e o seguro desemprego e entrou com uma ação coletiva de trabalho solicitando o bloqueio da fatura que se encontrava em poder da UFF. Na audiências do dia 04/07/19 o Juiz deferiu o nosso pedido de liminar e bloqueou as faturas em favor dos Vigilantes.
 
Em seguida o Juiz expediu mandado para cumprimento do bloqueio das faturas e abriu prazo para que todos se manifestassem, Sindicato, Centauro, UFF e MPT após as manifestações ele dará a sentença.
 
Estamos no aguardo do termino das manifestações para que o juiz de a sentença definitiva vamos aguardar a UFF e o Ministério da Educação recolher na conta do Juízo os valores para que o Juiz possa após fazer as contas e liberar os alvarás dos Vigilantes.
 
Quando tivermos alguma novidade informaremos imediatamente, é importante também frisar que nenhum vigilante pagará nenhum centavo ao Sindicato e nem ao advogado do Sindicato a ação foi movida pelo Sindicato sem nenhum ônus para o Vigilante associado ou não, pois foi uma ação coletiva em defesa do trabalhador.
 
O Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões, sempre vai esta ao lado do trabalhador.
 
A diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Niterói e regiões.